domingo, 17 de fevereiro de 2013

Pouso

                        
Nobre amor tome seu lugar,
me invada, não me deixe à esperar
anseio à tanto o teu chegar,

Tentei por várias maneiras chamar tua atenção
Sinais mandei,
Calei, pra ver se chegava cheio de intenções
Falei, como se de tanto querer, vinhas ao menos me ver

Sorri, pois sei que és o primeiro sintoma de ti
Chorei, pra se compadecer de mim e vir me consolar

És sábio, fez-me tanto fazer pra mostrar
 que és chegado sem espera, sem perguntas,
 sem respostas, dia ou sol
És feito Rouxinol que canta encantando
Voando e sabendo onde irá pousar.


                                    Milene Cristina

Nenhum comentário:

Postar um comentário