sábado, 1 de junho de 2013

Aquele estranho


Avanço no descanso
onde batem todas as asas
que abrasando
me abraçam

Instinto carente
exigente em ser
arriscando
em teu amor
me perder.

E do cansaço
de outrora
acho graça
invasor de mim.

Prefiro esse exagero
não mais pertenço
ao pouco
ao outro
aquele
estranho
ruim.

Milene Cristina

4 comentários:

  1. Bacana ter recebido sua visita. Mais bacana ainda é vir aqui e constatar que vai ser bacana ficar.

    Embora não seja lá muito íntima da poesia, sou uma eterna apaixonada por ela.

    Beijo, moça do nome lindo. Rsrs...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Mi. Por passar aqui, gostei muito do seu texto lá no blog. Estou nesse momento recuando para que eu possa avançar. Beijo!!

      Excluir
  2. Bonita poesia Milene.. as tuas palavras são mais que gestos, são digitais.. continue dando seguimento a elas pq vida elas tem apartir do momento que são pensadas bjs

    http://lapidandoversos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir