sábado, 25 de maio de 2013

Vejo cores

 

Encontro-me em um canto, cantando palavras. Meu silêncio é cheio delas. Cada letra é lágrima, à espera de um sorriso. Alimento minha alma, deixo a fome ao meu corpo. Meus pensamentos são inquietos, gritam em sussurros. Querem sempre mais espaço. A imaginação que consola quando em solidão, e na multidão vejo cores, letras maiúsculas, parada observo o vai e vem de vidas, muitas histórias imagino ser a minha.

Milene Cristina

Um comentário:

  1. Que lindo. Na miña cabeza soa como a descrición metafórica da creación literaria =)

    ResponderExcluir