sexta-feira, 15 de março de 2013

Conduzindo os rios

 
Abençoado tempo que se ampliou enquanto caíam minhas lágrimas, desejei me notar.
Senti o essencial passar por mim, não movi nenhuma parte em meu corpo, pois precisava experimentar com exatidão tudo ao redor. Vi o quanto fazia do simples o mais complicado dos mundos. Minha dor me sorria, eu crédula em tudo que há, sorria de volta. Havia em cada transbordar dos meus olhos vários rios da minha vida, na maioria deles águas correndo sem mares pra se encontrar. Não falo aqui de tristeza, falo sim de clareza  revendo escolhas, talvez encontrar o mar. Conduzindo os rios...
A vida...
As lágrimas cada um em seu lugar.

Milene Cristina

Nenhum comentário:

Postar um comentário