sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Transforme



Do encontro primeiro restam apenas o silêncio
Um fim de tarde no fim da primavera
Palavras curtas sem sentido algum
Olhar não mais profundo, querer não mais presente
Sorriso como de quem quer logo fechá-lo
Queria poder florir tudo outra vez
Mania de insistir, teimosia sem razão
Me apego ao tempo, amigo de todas as horas
Ele sim pode florir, fazer chover
Trazer o sol, ao mesmo tempo que passam nuvens
Me devolvendo as palavras, que por um tempo o silêncio levou
Tempo bom, fique, passe, transforme.

Milene Cristina

Nenhum comentário:

Postar um comentário