segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Um pouco

 
Estrelas tão longe e tão perto. E não seria certo não sonhar com elas. Valem as esperas.
Meu olhar está triste, mas com tanto brilho assim como não sorrir? Como não dizer sim?
Quando o mundo parece enorme e vazio de sentimentos. Agradeço por tê-las
Como agradeço o sol tão lindo e generoso, que mesmo em dia nublado está ali
E como esquecer das flores, que colorem e perfumam e chamam as borboletas. Recebendo seus beijos o dia inteiro. Estou me exercitando a olhar pra fora. Exercício bom, é primo do sonhar
Posso ir devagar. Posso correr. Mas não posso parar.

(Milene Cristina)

Nenhum comentário:

Postar um comentário