sábado, 26 de janeiro de 2013

Colorindo o construir

Colorindo sonhos
Construindo palavras
Amargas lembranças, também me ajudam no querer
Reviver momentos nas fotos antigas
Já nem mais amigas as que abracei
Me peguei num instante de calmaria
Dentro de mim uma catedral
Calma e antiga, silenciosos momentos
Na imensidão de meus pensamentos
Fui pra longe, onde o que é bom se esconde
Para não se encontrar com o mal
Nas ladeiras do sofrer, encontrei a rua do viver
Cadenciei meus quereres
Persisti em mim
Continuei meu caminho
Continuei a sonhar
Continuei a amar.

Milene Cristina

2 comentários:

  1. "Continuar" é pra quem gosta de caminhos. "Continuar" é um verbo que nunca termina.

    Beijo, flor.

    ResponderExcluir
  2. É isso!Nunca parar, mesmo se por muitas vezes nos vemos tentados à desistir. Beijooo Priscila.

    ResponderExcluir