quinta-feira, 6 de setembro de 2012

O Senhor é a nossa alegria

O que é a vida do ser humano sem a graça de Deus? É um mar de infelicidades e tristezas, uma eterna escuridão. Quando a pessoa não tem Deus na sua vida, o tempo não passa e qualquer sofrimento se torna eterno e doloroso. Por que o inferno é terrível e eterno na dor? Porque o Senhor não está ali. A ausência de Deus degenera tudo aquilo que foi criado. Você percebe isso quando entra no sofrimento, pois, na dor, parece que o tempo é uma eternidade.

Um minuto de alegria é um cisco na nossa vida, é muito pouco; mas um minuto de dor é uma coisa extremamente longa.

Deus é quem faz a nossa vida feliz. Se Ele não está presente, nossa vida se torna uma calamidade. A Palavra nos diz: “Pois tua graça vale mais que a vida”. A graça divina e a força do Espírito Santo é que fazem a nossa vida valer a pena.

“Pois tu foste meu auxílio; exulto de alegria à sombra de tuas asas”. A sombra que cobriu Maria é a mesma que Deus quer nos envolver. É uma sombra, porque protege por meio do Espírito Santo de Deus. A alegria só é possível no Espírito, quando estamos debaixo da graça do Senhor.

A alegria verdadeira não é ausência de provações e de lutas. Davi nos mostra isso nos três últimos versículos. Ele entrega os males da sua vida a Deus e volta-se para Ele, desde cedo, porque descobre que a graça do Senhor é que o faz feliz e que a alegria brota da verdade.

A Palavra de Deus nos alegra, porque abre os nossos olhos, nos adverte contra o mal. Pedro mesmo diz: “Cuidado, o vosso adversário ronda como um leão, procurando a quem devorar.”

Essa Palavra é uma verdade divina, a qual nos mostra uma alegria quem vem por meio da Sua graça que não nos falta e que é certeza de que Ele nos liberta.

O Senhor nos alerta, porque o inimigo se aproxima com vários nomes; um deles é tristeza. A tristeza devora a alma e o coração de uma pessoa, ela nos ronda, principalmente, quando as coisas não acontecem como o planejado. Mas se ficarmos frustrados, todas as vezes que isso acontecer, viveremos eternamente tristes, porque nós não somos donos da verdade. Isso é próprio da vida. A nossa alegria não pode depender da realização da nossa vontade, mas de experimentarmos a bondade e fazermos a experiência de Deus em nossa vida.

Diz a Sagrada Escritura que o Senhor Deus tem a Sua alegria no ser humano e diz também que a alegria do homem é poder ver o Pai, mas nós só O veremos se O buscarmos. “Ó Deus, desde a aurora te procuro.” Nós procuramos o Senhor, porque descobrimos que a nossa alegria é poder encontrá-Lo.

Para que possamos ver o Senhor, precisamos ver os fatos que acontecem na nossa vida. Às vezes, nós reclamamos pela perda de um emprego ou de um namorado, mas não percebemos que, talvez, isso tenha acontecido para o nosso bem.

Deus conduz a vida dos seus filhos de uma maneira misteriosa, por isso devemos procurá-Lo nas situações que acontecem na nossa vida, e confiar, tirar a revolta e a tristeza do nosso coração para enxergarmos a Sua ação.

Não entregue sua alma à tristeza, resista e ela fugirá de você. Tome essa Palavra para sua vida: na hora da necessidade, o seu socorro virá do Senhor.

Deus o auxilia, colocando-o debaixo do Seu Espírito Santo. Alegrar-se é a ordem d’Ele para você e para mim. Dificuldades, todos passam, mas quem escuta a Palavra tem a chance de se tornar uma pessoa melhor. Sem sofrimento não há crescimento. Se há um problema, procure uma saída. Deus lhe deu inteligência e força, Ele está com você, procure uma resposta para seu problema.

O Seu esforço produz vida e alegria. Se você quer ser alegre, saia de si mesmo, vá ao encontro do amor. Não espere ninguém agir por você. Há mais alegria em dar do que receber, porque a alegria brota de um coração que se entregou a Deus.

Bendito seja por essa Palavra, Senhor, meu Deus!

Márcio Mendes
Membro da Comunidade Canção Nova


Transcrição e adaptação: Débora Ferreira

Nenhum comentário:

Postar um comentário