domingo, 28 de maio de 2017

Antes do barulho do relógio

E tudo é ilusão ?

e essa "verdade" faz doer-me os sentidos
o nada que despenca na solidão
é igual desatino

amedronta-me visitar-me o passado
e o presente ?
é todo esse medo e euforia
um pouco de paz e pela tarde melancolia

só para o espelho resseco essas palavras que aqui agora escrevo

Têm aparência de saudade vestida de um sol interrompido por um dia branco e algum desejo